Histórico

O Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências começou suas atividades no ano de 2007, com a criação do Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências.

O PPEC tem suas origens nos trabalhos desenvolvidos anteriormente pelos docentes que o propuseram na área de ensino de ciências, tanto na pesquisa como no desenvolvimento de atividades de extensão relacionadas à formação de professores, tais como o Grupo de Apoio aos Professores de Ciências e Matemática (GAECIM), participação em cursos de formação lato sensu, cursos ofertados na modalidade de aperfeiçoamento profissional aos docentes de Mato Grosso do Sul. Alguns docentes também trouxeram para o programa suas experiências como docentes em outros programas de pós-graduação, como o Mestrado em Educação  e o Mestrado em Física, ambos da UFMS em Campo Grande.

O corpo docente do curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências era composto inicialmente por oito docentes, divididos em três áreas de concentração: Ensino de Física, Ensino de Química e Educação Ambiental. Posteriormente, essas áreas de concentração foram reduzidas a duas: Ensino de Ciências da Natureza e Educação Ambiental. Desde o início, as linhas de pesquisa do programa foram: A construção de conceitos em ciências, Formação de Professores e Educação Ambiental.

No ano de 2016, o programa expandiu, com a implantação do curso de Doutorado em Ensino de Ciências, embora, formalmente, sejam dois programas distintos junto à CAPES. No ano de 2019, iniciou-se o processo de alteração do Curso de Mestrado Profissional em direção a um Curso de Mestrado Acadêmico, possibilitando com isso a fusão dos dois programas em um só programa de pós-graduação.